terça-feira, 19 de abril de 2011

INSÔNIA

Palavras-chave: insônia, traduzibilidade, intraduzibilidade, simbolizado, simbolizante, significado, significante, o Único traço do pincel
Contextualização: 1o semestre do mestrado em artes visuais, 2011 na FASM aulas de História e filosofia na arte contemporânea e desenho
Resumo: ontem a noite eu não conseguia dormir e meu pensamento pulava de Walter Benjamin em seu conceito de traduzibilidade, intraduzibilidade, inessencial depois ia para Nitzsche com as diferenças entre ética e moral; logo passava para semiótica onde eu tentava encontrar os termos simbolizante e simbolizado e só encontrava significante e significado (será um erro de tradução?). De Perls para o Umbigo do Sonho, de Freud e passava pela simplicidade e verdade do Monge Abóbora-Amarga e o significado do Único Traço do Pincel , passando pelo Ch`an Tao. Ainda cheguei ao mestre Ferreira Gullar em "Traduzir-se" onde diz: "traduzir uma parte em outra parte é uma questão de vida ou de morte. Será Arte? Será Arte?". Para finalmente chegar em Sócrates "Só sei que nada sei". EUREKA!
questões: isso é normal ou é grave?
o mestrado pode ser feito em 10 anos? (tempo mínimo para elaborar tudo isso e mais o que virá pela frente)



Claudia Colagrande