terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Galeria


Acrílica s/ tela
100cm x 80cm

Um comentário:

Fanzine Episódio Cultural disse...

CAIXA DE PANDORA
Quando criança
Eu falava com os anjos
Enxergava o mundo
Com os olhos da Inocência.
Cresci, tornei-me um homem
Cheio de idéias, metas e planos
Abri minha caixa de Pandora
E só encontrei o engano
Revoltado e sem esperança, lancei-a ao mar
Junto coma a minha frustração
Que calada não se manifestou
E agora, o que fazer?
O passado sepultei,
O presente neguei,
O que dirá o meu futuro?
Arrependido, voltei ao penhasco
Ofegante, a caixa procurei
Por um momento, desesperançoso, orei.
O que eu desejava não acontenceu
Mas uma resposta um anjo me deu:
Revelou-me que sem lutar
Um homem derrotado se torna.
Sem objetivos e sem sonhos:
Sua vida é vazia de glórias.

*Agamenon Troyan